Choro contínuo no recém-nascido

M.C. (10 meses) a 3 meses chora muito a noite e também durante o dia, aparentemente sem motivo. Aos 2 meses e meio de idade começou um barulho nos pulmões que permanecia.
Durante a avaliação sua Alma nos levou a região do tórax e tivemos a sensação da mãe tê-lo abandonado quando tinha 2 meses.

No primeiro momento a mãe respondeu que não, mas insistimos e a ajudamos pedindo mais detalhes para tentar descobrir o que tinha acontecido.
Ela lembrou que ela teve uma gripe muito forte, e por medo de passá-la ao filho se afastou por alguns dias.

Esse afastamento gerou em M.C. o sentimento de abandono pela mãe, que até 2 anos de idade é o único ponto de referência e proteção que os bebês têm.
Esse sentimento de abandono se manifestou em primeiro lugar com o barulho nos pulmões e, mais tarde, com crise de choro cada vez que a mãe o deixava sozinho.

Tratar os bebês é maravilhoso, porque eles quase não tem barreiras, portanto a desprogramação e a dessensibilização do trauma são rápidas.
Conversamos com a mãe depois de um mês que nos contou como M.C. dorme tranquilo e as crises de choro se manifestam só por razões bem evidente.
Tivemos a oportunidade de conversar depois de 4 meses com a mãe que confirmou o bem estar do filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.